Contos eróticos e histórias picantes reais

Minha primeira vez em três

Minha primeira vez em três

By

Me apresento, meu nome é Veronica, sou de Belo Horizonte e quero contar minhas experiências de sexo grupal, começando com a minha primeira vez.

Não sei qual foi a razão que me levou para fazer uma experiência assim. Provavelmente, em muitos casos, fui decepcionada por homens, que em essas ocasiões uso como meros instrumentos de prazer. Provavelmente muitas pessoas não conseguiram satisfazer-me e eu pensei “Quem sabe, se um só não consegue me satisfazer, talvez mais que um … “. Ou provavelmente sou uma garota que não se faz muitos problemas, isso é tudo.

Enfim, eu queria tentar. Talvez eu não ia gostar e nunca teria feito de novo. E, em vez, muito pelo contrário…

A primeira vez que fez sexo com mais de um homem, foi… com dois. Inútil iniciar imediatamente com horda voraz, quando ainda não sabia se eu seria capaz de gerir apenas dois… Os dois se conheciam bem, e também me conheciam muito bem, digamos … intimamente. Já imaginaram o que eles estavam fazendo, mesmo que eles também nunca tinham feito experiências semelhantes.

Eu não estava vestida de maneira particular … jeans e camisa, e pouco mais. Eu amo vestir-me com uma “patricinha”, com saltos e vestidos elegantes, mesmo que não desdenho (não só em privado, também para sair) algumas roupas mais extravagantes como meias-calças e lingerie sexy. Mas naquela noite eu estava vestida com roupa normal, quase banal. Como para ir à aula na universidade.

Os rapazes foram muito delicados, não me estupraram nem me obrigaram de qualquer maneira a fazer algo… sabiam que eu sou bastante safada e não teria hesitado em ir muito longe com eles.

Sexo a trêsTudo começou no meu quarto … um me beijou na boca, enquanto o outro estava me beijando no pescoço. E agora aqui experimentei a primeira complicação de ter uma relação sexual com mais homens … ou seja a dissociação dos pontos de prazer. Eu não estava acostumada a ser beijado em várias partes do corpo simultaneamente … Então, imediatamente comecei a ficar molhada e perder o controle. Lentamente, tiraram minha camisa, meus jeans também voaram para longe. Fiquei só de lingerie, e por pouco tempo, o tempo de despir os dois rapazes.

Estávamos em pé no meio da sala. Tirei a roupa deles ao mesmo tempo, enquanto desabotoava a camisa social de um, tirava a camiseta do outro … Eu queria que entre eles houvesse um equilíbrio perfeito, não quis conceder privilégios. Minhas mãos acariciavam os peito e ombros nus dos dois.

Nenhuma surpresa em seus corpos, já os conhecia bem. Mas eu nunca tinha visto juntos. Eu nunca tinha visto dois homens nus juntos. Dois homens nus, que estavam naquele quarto só para mim, para sentir prazer graças a mim … e para me dar prazer.

Eu tremia de desejo, minhas mãos percorriam seus corpos, para baixo, para baixo, até acariciar os membros já excitados, em plena ereção, que tocavam meus quadris, barriga, costas. Eu pegava aquele dois paus, apertava-os, manuseava-los, e eu me senti forte. Eu pensei que eu estava fazendo algo que até então eu só tinha imaginado nas minhas fantasias mais inconfessáveis, e que certamente seria completamente nova, no bem e no mal. Mas eu não tinha dúvidas, eu já tinha decidido.

Inútil dizer que, naquele momento eu já estava completamente molhada… e pronta para me dar aos dois. Eles me fizeram sentar no sofá e, enquanto um começou a lamber minha xoxota, o outro me apresentou seu cacete na frente da boca. Eu acho que foi um dos boquetes piores da minha vida. Porque quando chupo um pau gosto de focar nisso e nada mais. Mas desta vez eu estava à mercê da língua de um dos rapazes, lambendo os lábios da mina bucetinha e que às vezes entrava com a língua dentro de mim ritmicamente para passar, em seguida, para brincar com meu clitóris, deixando-me em confusão. E então eu tive que me esforçar para pensar no trabalho da minha língua no membro do outro.

Sexo a trêsA coisa piorou significativamente quando de lamber o gato começou me penetrar. Deitou-se no tapete e ajoelhei-me sobre ele; sua ereção grande e minha lubrificação abundante facilitaram sua penetração dentro de mim.

Nesse ponto, além de minha distração legítima, havia também os tremores do meu corpo, devido às estocadas da transa, cada vez intensa. Isto levou o outro amigo, que não conseguia mais desfrutar totalmente da minha língua, a tomar a iniciativa e me foder na boca, deixando-me passiva e abandonada ao prazer dos dois paus. Na prática, ele usou minha boca para seu prazer.

A partir de então eu não entendia mais nada… Eu estava penetrada na xoxota, e eu estava penetrada na boca. Sensações diferentes proporcionadas por duas varas. Minha cabeça estava girando.

Depois de momentos de prazer sem fim, os dois trocaram de papéis. E eu descobri um outro dos benefícios infinitos de fazer sexo com mais homens: Eu amo o gosto dos meus fluidos vaginais e geralmente interrompo a penetração mesmo apenas para saboreá-los, diretamente lambendo o paua partir de um membro do meu companheiro de sexo. Só que isso, infelizmente, leva à interrupção abrupta da transa e do prazer.

Desta vez, no entanto, não houve interrupção… Eu poderia desfrutar de meus humores livremente, enquanto o outro já estava lá para me penetrar, e para prolongar minha êxtase.

Logo, o quarto foi impregnado com um cheiro que não estava acostumada. Um odor intenso produzido por três pessoas unidas no sexo. Três corpos nus se agarrando e se juntando fodendo em posições cada vez diferentes. O prazer tomou conta de mim, mais e mais, ofegante, eu gritei com prazer, mas cada vez saia apenas um gemido estrangulado, com a boca ocupada, quase sufocada, pelas estocadas dos membros dos dois rapazes que se revezavam para me penetrar.

Eu não tenho ideia de quantas vezes gozei naquela ocasião … assim como eu não posso contar os meus orgasmos durante meus encontros de sexo de grupo.

É como se fosse um longo orgasmo, terminando com picos de prazer repetidos. E enquanto eu gozava, não precisava imaginar de estar em algum lugar, com quem sabe quem, como eu sempre tinha feito. Eu não precisava imaginar os braços de vários homens. Porque a minha fantasia era realidade.

Eles naquela ocasião, gozaram onde eles mais gostavam, ou seja na minha boca. O primeiro foi o cara com que já estavam ocupados meus lábios, e eu engoli tudo seu sêmen. E fiz o mesmo pouco depois com seu amigo.

E enquanto eu sentia seus tremores, e os seus salpicos quentes me inundavam o palato e a garganta, ocorreu-me o que eu nunca tinha experimentado antas, dois orgasmos masculinos diferentes em alguns momentos. Saborear a porra de dois homens um atrais do outro. O sabor era semelhante, mas a textura era diferente. A mais denso o esperma do primeiro, o segundo mais líquido. E não deixei escapar sequer uma gota!

Depois nós vestimos, todos os três, nós dissemos adeus… ou até a próxima! Eu fiquei sentada no sofá em frente do qual eu tinha acabado de ser fodida por meus dois amigos. Revivendo em minha mente as imagens do que tinha acabado de experimentar, percebi que isso era apenas o começo.

E assim foi.

Margie
Sou uma mulher extrovertida, desinibida e sempre aberta a novas experiências. Adoro sexo e fico animada lendo contos eróticos. Gosto de escrever histórias picantes com o pensamento de dar momentos de prazer para o leitor. Alguns contos são experiências reais, outros são o resultado de minhas fantasias e minhas perversões. Estou cadastrada no site de encontros sexocasual.net.br, vem me conhecer se quiser.

    6 Comments

  1. Ótimo conto..louco de tesão ao ler.. e com vontade de conhecer esse tipo de mulher safada que gosta de ser bem fodida, ou fogosa, mesmo que as vezes não tenha coragem pra falar mais morre de desejo, adoraria ajuda-la a perder a timidez e mostrar todo desejo e vontade reprimida. até ajudando a conhecer esses desejos e vontades.

    Dotado Safado

    27 de maio de 2016

  2. nossa que experiência deliciosa dessa garota transar com dois garotos ,ela só naõ fez dupla penetração uma pica no cuzinho e outra na xana ao mesmo tempo mas foi demais.

    Tayla Sian

    8 de setembro de 2016

  3. Tenho vários que são reais

    Claudia

    4 de novembro de 2016

  4. Fiquei toda molhadinha

    Ingrid

    28 de dezembro de 2016

  5. Que vontade que deu de esta junta

    Ravena

    28 de dezembro de 2016

  6. Nossa fiquei com água na boca 😋

    Silvia

    11 de maio de 2017

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *